Não é tão sample assim!

Não é tão sample assim!

Ano passado eu fui numa nutricionista pois precisava emagrecer, mudar meus hábitos gastronômicos e criar a lendária disciplina de fazer exercícios. Obviamente que não consegui fazer tudo que me foi orientado, de um dia pro outro, principalmente a prática esportiva. Comer todo mundo quer. Já, correr …

O que foi fácil, foi a mudança no meu café da manhã. Sempre tomei aquele copo de leite gelado com achocolatado e, normalmente, variava entre um misto quente e um pão na chapa com requeijão.

Lactoses e glutens à parte, substitui o leite pela limonada, e o pão pela tapioca. 

Notoriamente senti da diferença de peso (hoje com 7kg a menos) e a sensação de leveza também melhorou demais. Ou seja, a troca foi muito bem aceita pelo meu organismo e eu já vejo resultados.

Não, eu não virei blogueiro de gastronomia. Eu também não faço esporte todo dia. 

Metáforas à parte … 

Recentemente conheci uma empresa de ativação, que desenvolve projetos com samples(amostras). 

Em linhas gerais, ela conecta empresas de bens de consumo (comidas e bebidas, produtos de higiene e beleza, etc) com o Varejo (supermercados, salões de beleza, academias). Sem entrar no detalhe do projeto, esta empresa se depara um com desafio - na minha magra opinião - nada simples:

Como convencer os executivos das áreas de marketing ou gestores de produtos, que este projeto de ativação pode ser melhor - e dar tanto retorno quanto - comparado às ações corriqueiras que a empresa já faz para promover seus produtos?

Ora, para que uma empresa compre este serviço, o desafio será provar que o seu projeto é mais efetivo do que aqueles que já são feitos. Terá que evidenciar que há, de fato, retorno sobre o investimento alocado. É assim que funciona. 

As empresas sempre definem em seus planejamentos de área / produto, um orçamento para todas as suas ações, campanhas, ou quaisquer outros projetos. Raras são aquelas que chegam no final do ano e ainda tem dinheiro para “queimar” - o que pode ser uma alternativa de dinheiro extra para se contratar um projeto inovador complementar, mas que não substitua uma ação já realizada há muito tempo. 

Mas então, como convencer se o seu serviço ainda não foi contratado?

Pode-se mostrar cases de sucesso, declarações maravilhosas de clientes satisfeitos. Gráficos com números reais ou fictícios. Quem questionará? Mas será que isso é suficiente para convencer seu cliente ou prospect de que seu projeto é diferenciado e mais rentável? 

Vejam, eu troquei o pão pela tapioca. O resultado não veio no curto prazo. A aposta foi por uma questão de saúde e não teve impactos no meu bolso. E mais, eu sou o único responsável pelas consequências da troca.

Dentro de uma empresa, a realidade é outra. Muitas alçadas para se aprovar qualquer mudança, principalmente de fornecedor. Inúmeros critérios para se tomar uma decisão que evolve muito dinheiro.

Este é apenas um exemplo de negócio, ok? Quem trabalha na área de vendas, enfrentará esse cabo-de-guerra constantemente. Você puxa de um lado e os seus concorrentes puxam do outro. 

Quem ficar de pé, leva! 

Enfim, não é tão sample assim!

  Voltar para home Ver todos artigos  

Vamos marcar um encontro?

Eu tenho uma metodologia de trabalho. Você tem uma necessidade.

Vamos construir, juntos, um plano de atividades, que atenda a estratégia comercial da sua empresa.

Me escreve e vamos adiante!

Obrigado.

Cartão 18 connaction